Viagem no Tempo – A Solução!

Muitos acreditam piamente que seria possível sim, viajar pelo tempo, tanto indo ao passado como ao futuro. Uns o afirmam porque tem um certo conhecimento de textos e teorias de um dos maiores, senão o maior Físico de todos os tempo, Einstein. Outros porque assistem muitos documentários levianos ou com cortes mau feitos. Há também cientistas de renome que gostam de falar o que as pessoas querem ouvir, sonhar.

Viajar no tempo sempre foi um sonho para todos e o cinema e a TV tem reforçado a esperança que isso um dia ocorra. Muitos filmes nos apresentam varias visões, como o ótimo Intereslar, que mostra graficamente como seriam outras dimensões temporais, a inesquecível e eterna serie Jornada nas Estrelas com a Velocidade de Dobra.

Mas infelizmente só se viaja, se desloca no espaço entre dois pontos. Dizer que é possível viajar no tempo é o mesmo que dizer que é possível comer uma salada de números primos ou beber um suco feito de energia elétrica.

buck rogers

Por mais que as equações da física comprovem que a flecha do tempo pode deslocar-se em qualquer direção, não significa que seja possível visitar o antigo Egito ou almoçar com Buck Roger no Século XXV. Tirem isso da cabeça quem ainda acredite mas, bem que eu gostaria. Quem não amaria fazer estas viagens?

Alguém poderia dizer “Ha, mas no século XIX os próprios cientistas diziam que não era possível algo mais pesado que o ar voar ou que seria impossível fazer uma maquina fazer cálculos mais rápidos que uma pessoa. E colocam viagem no tempo no mesmo rol.

Poderia citar outro grande físico. Stephen Hawking, que também fala muito sobre viagens no tempo e talvez não seja bem compreendido. Quando ele diz que o tempo para quando uma pessoa ou nave estão próximos a um buraco negro (como o próprio Einstein teorizou), esta certo. Tudo próximo a uma fonte de gravidade tendendo ao infinito – pelo menos na teoria – parece sentir este efeito. Se fosse possível colocar uma maçã bem próximo a este corpo e monitorá-lo a distancia, veríamos que a maçã não estraga, não apodrece ou seja, ficaria eternamente sem alterações pois tudo nela, átomos  e moléculas estariam num estado estacionário. É como quando se congela feijão e o deixamos no frezer para descongelar uns dias depois. O feijão não viaja no tempo!

Evidentemente o tempo continuaria passando normalmente na Terra ou em alguma base mais distante do buraco negro. O tempo sempre flui, diferente é claro para alguns referenciais. Só não haveria mais tempo num local onde não exista espaço, tanto que é de Einstein o termo espaço-tempo.

Mas, (sempre há uma más, seguido de uma vírgula!), talvez exista algo parecido. Mas calma, calma, não causemos pânico! Talvez e somente talvez se forem confirmados os tais Universos Paralelos, mais especialmente falando dos Universos Quânticos, existe sim uma possibilidade remota de “viajarmos no tempo”.

interestelar

Aparentemente a flecha do tempo não flui continua, mas sim em quadros, como numa fita de celulose (para quem nunca viu, falo daqueles filmes plásticos onde são gravados as cenas de um filme, hoje se grava eletronicamente). Levando-se em conta também pelas bases da Física Quântica que diz que uma partícula pode sim, estar em dois lugares ao mesmo tempo ou em mais de um lugar ao mesmo tempo, temos o seguinte:

Se nosso Universo nasceu de uma partícula que poderia sim, estar em vários lugares ao mesmo tempo e que, ao longo da flecha do tempo, da evolução do cosmos, estas partículas deram origem ao nosso universo, poderiam ter dado a varias copias no nosso também. E mais, se todos seguem as mesmas leis físicas, poderiam alguns deles estarem atrasados no tempo, talvez apenas pelo Tempo de Planck, mas ao longo de bilhões de anos poderia existir um Universo quase idêntico ao nosso, como a mesma quantidade de matéria e energia mas onde a flecha do tempo estaria diferente. Se fosse possível visitar um destes universos, poderíamos adentrar sim, no tempo em que estavam construindo as Pirâmides.

 

Não sei o que ocorreria se uma pessoa pudesse fazer isso, estar em dois universos diferentes ao mesmo tempo, pois ela não foi concebida para existir naquele universo. Haveria mais matéria e energia la o que poderia fazer os dois explodirem talvez. Teria que trocar “mano-a-mano”, enviar uma pessoa e trazer sua copia.

Enterprise
Mas se não for possível trocar, quem sabe envia-la dentro de um casulo? Acredito eu que o nada não existe, ou seja, até mesmo o espaço entre duas partículas é um ente físico, digamos, uma “partícula de espaço-tempo”. Talvez uma pessoa possa passar para outro universo Paralelo ou Espelhado desde que seu corpo permanece dentro de uma nave feita destas partículas de Espaço-Tempo e assim não afetaria a integridade daquele universo, uma espécie de armadura.

Estas idéias partiram de um estudo que fiz intitulado “Partícula de Espaço-Tempo – A Menor Distância Entre Dois Pontos”, que resumindo quer dizer:

Se aproximarmos uma partícula “A” de outra partícula “B”, chegará um momento em que elas se tocarão e não será mais possível dividir numericamente esta ultima distância. Apesar de ser matematicamente possível ir dividindo a distancia cada vez, fisicamente não é verdade. Objetos compostos desta partícula de espaço-tempo não fariam parte do universo matemático (este que conhecemos) e sim do todo onde as leis da física não mais valeriam ou teriam efeito e finalmente poderíamos visitar um Universo Paralelo de tempo diferente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s