OVNIS – Uma Nova Visão

Há mais de 30 anos, exatamente no dia 20 de maio de 1986, meus colegas de Faculdade e eu, estávamos entrando em um bar dentro do Campus da PUC, aqui em Porto Alegre. Seria mais uma tarde igual a tantas outras não fosse um informe extraordinário que surgiu na TV instalada no referido local.

A mensagem levada ao ar foi curta: O Brigadeiro Octávio Júlio Moreira Lima passava a informação de que sim, na noite anterior, dia 19 de maio, o espaço aéreo brasileiro havia sido invadido por vários OVNIs, não apenas confirmados visualmente como registrados por vários radares.

Alguns anos antes (até pela minha pouca formação em Astronomia),  eu fui de certa forma um Ufólogo, colecionando revistas, recortes e tudo mais. Até então eu tinha isso como uma mera curiosidade, especulação sobre a possibilidade de sermos visitados por seres de outros planetas. Mas então comecei a estudar e mudei de ideia e comecei a ver a Ufologia mais como uma Religião. Apesar de ter certeza absoluta de que há talvez milhões de civilizações pelo Universo, sempre considerei improvável algo do tipo (uma visita, no caso).

Parte de minha descrença vem de vários fatores, como as enormes distancias entre as estrelas, possíveis locais onde poderia surgir alguma de vida desenvolvida e inteligente o suficiente para se deslocar até nosso sistema estelar. Supondo que exista algo do tipo no Sistema de Alpha Centauri, a estrela mais próxima depois do sol, uma viagem apenas de vinda até a Terra levaria quarenta anos (isso a 10% da velocidade da luz). É difícil imaginar (com nossos padrões de vida), supor que algum ser desejasse conhecer outro planeta e ficar tanto tempo viajando. Também é difícil conceber os recursos de alimentos, combustível e talvez recursos financeiros envolvidos nesta viagem “cultural”.

3050584-3x2-940x627

Há que diga que eles poderiam viajar mais rápido, próximos da velocidade da luz. Até poderiam, mas e se surgisse uma rocha, um asteroide no caminho? Não daria tempo para desviar com certeza. Outros dizem que eles veem buscar água, ouro ou outro metal raro. Ora, com a tecnologia deles, poderiam criar um planeta Terra a qualquer instante, transformariam chumbo em ouro ou criariam água potável num passe de mágica (isso se a água não fosse um dos elementos mais comuns no cosmos).

O tempo passou e continuei estudando e hoje fico pensando em que grau evolutivo estaríamos se tivéssemos não apenas 5 milhões de anos de existência na Terra, mas 50 milhões ou mais. Os fosseis de pré-humanos mais antigos datam de mais de 5 milhões de anos e desde então estamos evoluindo. Também é de se levar em consideração que se os Trilobitas  (foto abaixo), tivessem saído do mar e evoluído para seres pensantes, hoje eles teriam mais de 500 milhões de anos de história evolutiva (supondo ainda que tivessem sobrevivido às cinco grandes extinções pela qual a Terra passou).

TrilobitaComo, até prova em contrário, o Universo é infinito ou extremamente grande a ponto de ser praticamente infinito, o número de planetas semelhantes a Terra também será fantasticamente grande, talvez bilhões. É de se imaginar que nestes planetas, seres vivos possam ter uma história evolutiva de 500 milhões ou mesmo mais tempo de existência. Claro que hoje já aceito que poderiam haver formas de vida bem mais inteligentes do que a nossa em planetas completamente fora do que consideramos como “ambientes favoráveis a vida”, como planetas gasosos enormes como Júpiter, extremamente quentes como Vênus etc mas nem vou entrar nesta possibilidade.

Desta forma, admito agora, podem haver sim civilizações altamente evoluídas e muito próximas (em se tratando de distancias cósmicas), que poderiam viajar pelo espaço a velocidades muito rápidas de formas que ainda sequer pensamos (Entrelaçamento Quântico? Domínio de outras dimensões do espaço? Teletransporte?).

Mas com isso chega-se a outro ponto. Seres que possuem essas tecnologias na certa não iriam atrás de recursos naturais, muito menos de invadir um planeta como a Terra (como na serie “Os Invasores”, foto abaixo). E, caso estivessem a beira de uma extinção porque sua estrela iria apagar, ou devido a super população, eles na certa criariam outra estrela ou outro planeta igual ao deles.

Então, como explicar as aparições de mais de vinte OVNIs nos céus brasileiros (supondo que não seja uma armação do Governo para desviar a atenção para outros fatos ou que seriam armas secretas americanas em treinamento e com consentimento do exército brasileiro). Eu até pouco tempo tinha como certa estas suposições mas comecei a mudar de ideia revendo os relatos e cruzando com outras ideias como as que citei acima. Um radar não mente e as velocidades registradas só podem indicar uma coisa: eram objetos sólidos, possivelmente teleguiados e com tecnologia de voo não existente na época e possivelmente ainda hoje.

Vamos admitir por alguns instantes que fossem seres altamente evoluídos, milhares ou milhões de anos à nossa frente. Se forem, não adianta os ufólogos, astrônomos, o exercito  tentar compreender, seria como se uma formiga tentasse compreender o que nós pensamos. Eles apenas nos visitam talvez por pura curiosidade cientifica, prazer, como se estivem mapeando ilhas num imenso oceano sem fim. Não espere deles alguma ajuda ou conversa na ONU.

Invaders_saucer
Entretanto, aqueles que supostamente teriam nos visitado em 1986, sejam seres não tão adiantados, mas apenas 500 ou 1000 anos à nossa frente e que estariam vivendo bem próximos. Como nossos sinais de rádio já estão sendo enviados a mais de 80 anos já teriam chegado ou teriam sido percebidos por civilizações num raio de 80 anos-luz em torno do nosso Sistema Estelar.  E temos muitas estrelas e planetas neste conjunto. Talvez até já tenham enviado alguma informação, seja um sinal eletrônico ou mesmo ondas gravitacionais deformando plantações de trigo como sugerem os Agroglifos.

Minha conclusão baseada com debates com outros colegas que conversamos neste final de semana apontam para o seguinte quadro:

Poderiam sim, sondas de algum planeta “próximo”, num raio de 5 a 10 anos-luz  terem visitado a Terra. Estas sondas poderiam estar conectadas por Entrelaçamento Quântico com o planeta de origem e teriam assistido em tempo real tudo que estava ocorrendo naquela noite. E mais, possivelmente eles podem estar vindo, pois estas sondas, entre outros dados que poderiam coletar, gravariam conversas tanto entre os aviões que os perseguiram como de nossas rádios e televisões. Acredito de certa forma que em breve poderemos receber um forte sinal nos avisando de um visita amistosa de seres mais evoluídos que estejam a fim de um dialogo engrandecedor e não para dominar nosso planeta!

separador-acerca

As 10 Estrelas mais próximas:
1 – Sol
2 – Alfa Centauri (sistema de três estrelas) – Distância:  4,2 anos-luz.
3 – Estrela de Barnard – Distância: 5,98 anos-luz.
4 – Wolf 359 – Distância:  7,8 anos-luz.
5 – Lalande 21185 – Distância:  8,3 anos-luz. 
6 – Sirius (sistema de duas estrelas) – Distância: 8,58 anos-luz. 
7 – Luyten 726-8 (sistema de duas estrelas) – Distância: 8,73 anos-luz.
8 – Ross 154 – Distância: 9,68 anos-luz. 
9 – Ross 248 – Distância: 10,32 anos-luz.
10 – Epsilon Eridani – Distância: 10,52 anos-luz.

separador-acerca

Noite Oficial dos OVNIs é um termo adotado por ufólogos brasileiros  para descrever a aparição de vários objetos voadores não-identificados (OVNI), sobre o Brasil de acordo com informações do Comando da Aeronáutica do Brasil.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s