A RBS Morreu (e Não Foi a Internet a Culpada)

Lembram quando fechou a Rede Tupi e a nossa boa TV Piratini fechou logo em seguida? Pois é, o mesmo vai ocorrer com a RBS TV. Pra vergonha de seus diretores, a morte não foi causada pela Internet.

Incrível como as profecias na área de T.I. se concretizam. Há pouco tempo cogitava-se que a Internet iria acabar com os discos, livros, rádios, jornais e TVs. Num primeiro instante o tiro foi certeiro e, nem bem os CDs e DVDs haviam sido lançados e a Internet os teria acabado. Os jornais vieram logo em seguida e hoje vemos a tradicional Zero Hora ser apenas meia dúzia de páginas inexpressivas, ou seja, agoniza. Antes o Horoscopo ainda atraia gente de idade mais avançada, mas crianças e jovens não acreditam em abobrinhas. Todos os meses há demissões e o fim do jornal é apenas questão de meses. A ideia de levar notícia “paga” aos tablets e à Rede Digital não deu certo, ninguém, quer saber de pagar para receber informação, já que está disponível na Web.
Por outro lado, os livros parecem que nada sentiram e tiveram até uma fantástica recuperação de vendas. Parece que há algo, uma questão de tato, em ter o livro em mãos que os meios digitais não conseguirão vencer. As rádios também parecem que irão ficar no lugar das TVs, talvez por podermos acessa-las (ouvi-las), quando estamos fazendo outra coisa e também pela rapidez de atualização. Nas TVs, que são presas a grades de programação com horários rígidos, isso não acontece.

Se a RBS TV já estava perdendo audiência, o desfecho final veio esta semana quando sua Geradora de “Conteúdo”, a Rede Globo, começou a defender a Pedofilia como algo natural. Ainda ninguém entende porque a TV Globo (que não precisava disso), deu tanto destaque e apoio ao sexo (normal e anormal), a ponto de promover algo tão repugnante.

Pessoas amigas que trabalham na TV Globo contam que a coisa é tão seria que muitos atores estão indo para outras emissoras. A ideia sórdida por traz de tudo seria “sexualizar” as crianças de qualquer idade com programas aparentemente inofensivos como de danças, musicais, novelas etc. A razão seria que, como a audiência caiu drasticamente (e cai a cada semana), a emissora pretende fazer sua programação voltada ao público jovem e, para isso, iria se aventurar em toda sorte de programas envolvendo sexo e crianças. Até faz sentido se pensarmos que as pessoas que ainda assistem a Globo estão acima dos 30 anos e tem pouca afinidade com a Web.  Já os jovens, que nasceram com a Internet, tem hoje 20 anos e computadores de bolso. As pessoas que adoram Silvio Santos, Ratinho, Faustão, Novelas estão morrendo e desaparecerão em 10 ou 15 anos, quando seria a morte definitiva da Rede Globo. Então, promovendo a liberdade sexual como arte, poderia cativar um público desde agora.

Você pode estar pensando que isso é mais uma Teoria da Conspiração, mas basta ver as ultimas noticias referentes a “Arte Moderna” e todo o arsenal televisivo da Globo dizendo que isso é o correto e que as mães devem incentivar essas práticas, no mínimo criminosas. Hoje, o nome “Rede Globo” já soa com certo asco de coisa que não presta. Sabíamos a muito tempo que não prestava mas ao ponto em que desceu o povo, por mais ignorante que seja, não vai aceitar.

E a RBS ficou apenas a repassar o que a sua Geradora enviava, fosse o que fosse, e não teve a coragem que teve seus Fundadores de criar uma TV Verdadeiramente Gaúcha. Até mesmo o nome eles mudaram, passaram de TV Gaúcha para RBS. Porque não criaram programas de auditório? Porque não criaram novelas, centros de dramaturgia? Hoje o Rio Grande do Sul é uma vergonha em matéria de Televisão. Durante o último temporal que devastou a cidade, nenhuma TV local falava do assunto, como se não estivesse acontecendo nada. A capital literalmente vindo a baixo e só se via o Faustão dizendo suas tradicionais bobagens.

Na verdade, a única TV “mais local” seria a TV Pampa que devido à concorrência de grandes Redes também não consegue se destacar. Acredito que agora com a quebradeira das TVs, os preços de espaço tenderão a cair, o que talvez modifique esse quadro.  Se por um lado a crise fortalecerá algumas emissoras, as grandes é que sentirão o maior impacto. A Rede da RBS de Santa Catarina já foi vendida e segundo boatos (esses sim são boatos locais), mais duas retransmissoras gaúchas deverão fechar até o final de 2018.  A RBS é uma TV morta. Morreu antes do tempo. E para vergonha maior, não foi a internet que a matou, foi a Administração incompetente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s